Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4274
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Materiais restauradores temporários resinosos: uma revisão sistemática com meta-análise e estudo in vitro
Other Titles: Resin temporary restorative materials: a systematic review with meta-analysis and in vitro study
metadata.dc.creator: Duarte, Camila Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Giana da Silveira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Piva, Evandro
metadata.dc.description.resumo: Neste estudo, foi realizada uma revisão sistemática e meta-análise a fim de analisar as propriedades físicas de materiais restauradores temporários à base de resina quando comparados aos materiais restauradores temporários convencionais. E realizado um estudo laboratorial com o propósito de avaliar as propriedades físico-químicas e o desempenho de materiais restauradores temporários à base de resina com incorporação de componentes liberadores de íons de cálcio e flúor. Uma busca em oito bases de dados foi realizada: MedLine (PubMed), Cochrane, Web os Science, Scopus, Scielo, Lilacs, Bbo e Ibces. Paralelo a isso, um estudo laboratorial foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o desempenho físico-químico de um restaurador temporário resinoso experimental com diferentes formulações e potencial efeito liberador de íons cálcio e flúor. Os materiais experimentais foram avaliados quanto ao grau de conversão, profundidade de polimerização, estabilidade dimensional, liberação de íons cálcio e flúor, resistência coesiva, sorção e solubilidade, e comparados a uma referência comercial. Um total de 23 artigos foi incluído na meta-análise. As propriedades avaliadas foram: microinfiltração, resistência à flexão, resistência de união, sorção e solubilidade, resistência à tração diametral e resistência à compressão. Os restauradores temporários à base de resina mostraram melhor capacidade de vedação e propriedades físicas melhoradas em relação à microinfiltração e à resistência à flexão do que os materiais temporários convencionais. Restauradores temporários à base de resina também mostraram melhores resultados em termos de dureza, sorção e solubilidade. No estudo in vitro, o restaurador com hidróxido de cálcio apresentou grau de conversão significativamente maior que os demais grupos (92,7% ± 3,3). A profundidade de polimerização (mm) foi significativamente maior no grupo experimental resinoso sem adição de íons (14,2 ± 3,1). Os materiais comerciais não apresentaram liberação de flúor, o grupo contendo apenas flúor adicionado a base apresentou liberação até 30 dias, com maior liberação entre o primeiro e o terceiro dia (> 10 ppm). Quanto a liberação de cálcio, o grupo com nitrato de cálcio apresentou liberação inicial de cálcio de aproximadamente 9 ppm, oscilando e mantendo a liberação até os 30 dias de análise. Para os resultados de resistência coesiva, o grupo com hidróxido de cálcio apresentou resultados significativamente maiores que os demais. A menor alteração da dureza de superfície (%SHC) foi apresentada pelo grupo ERCC (SHC <75%). Não houve diferença estatisticamente significante entre os outros grupos quanto ao %SHC. Quanto à revisão sistemática e meta-análise, considerando a heterogeneidade encontrada e a falta de ensaios clínicos e avaliações a longo prazo, ainda são necessários novos estudos para elucidar se esses restauradores são comparáveis aos materiais convencionais em situações clínicas
Abstract: In this study, a systematic review and meta-analysis were performed to analyze the physical properties of temporary resin-based restorative materials when compared to conventional temporary restorative materials. A laboratory study was carried out with the purpose of evaluating the physicochemical properties and the performance of resin-based temporary restorative materials with incorporation of calcium and fluoride ion releasing components. A search in eight databases was performed: MedLine (PubMed), Cochrane, Web the Science, Scopus, Scielo, Lilacs, Bbo and Ibces. Parallel to this, a laboratory study was developed with the objective of evaluating the physical-chemical performance of a temporary experimental resin restorer with different formulations and potential release effect of calcium and fluoride ions. The experimental materials were evaluated for degree of conversion, depth of polymerization, dimensional stability, release of calcium and fluoride ions, cohesive strength, sorption and solubility, and compared to a commercial reference. A total of 23 articles were included in the meta-analysis. The properties evaluated were: microleakage, flexural strength, bond strength, sorption and solubility, diametral tensile strength and compressive strength. Temporary resin-based restorers have shown improved sealing ability and improved physical properties with respect to microleakage and flexural strength than conventional temporary materials. Temporary resin based restorers also showed better results in terms of hardness, sorption and solubility. In the in vitro study, the restorer with calcium hydroxide had a significantly higher degree of conversion than the other groups (92.7% ± 3.3). The polymerization depth (mm) was significantly higher in the resinous experimental group without addition of ions (14.2 ± 3.1). The commercial materials did not present fluoride release, the group containing only fluoride added the base showed release up to 30 days, with greater release between the first and third day (> 10 ppm). As for the release of calcium, the calcium nitrate group showed initial release of calcium of approximately 9 ppm, oscillating and maintaining the release until the 30 days of analysis. For the results of cohesive resistance, the group with calcium hydroxide presented significantly higher results than the others. The lowest surface hardness change (% SHC) was presented by the ERCC group (SHC <75%). There was no statistically significant difference between the other groups regarding% SHC. Regarding the systematic review and meta-analysis, considering the heterogeneity found and the lack of clinical trials and long-term evaluations, further studies are still needed to elucidate whether these restorers are comparable to conventional materials in clinical situations
Keywords: Revisão sistemática
Agentes antimicrobianos
Restauração dentária temporária
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Odontologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Dentística
Citation: DUARTE, Camila Gonçalves. Resin temporary restorative materials: a systematic review with meta-analysis and in vitro study. 2018. 74f. Dissertação (Mestrado em Odontologia). Programa de Pós Graduação em Odontologia, Universidade Federal de Pelotas, 2018.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4274
Issue Date: 16-Apr-2018
Appears in Collections:PPGO: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Camila Gonçalves Duarte.pdf2,18 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons