Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3546
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Comparação entre os marcadores inflamatórios no fluido crevicular periimplantar e os parâmetros clínicos de saúde durante a osseointegração em desdentados totais
Other Titles: A comparison between inflammation-related markers in the peri-implant crevicular fluid and clinical parameters during osseointegration in edentulous jaws
Authors: Bielemann, Amália Machado
metadata.dc.description.resumo: Este estudo investigou parâmetros clínicos, a estabilidade do implante e as concentrações de citocinas relacionadas ao processo inflamatório no fluido crevicular peri-implantar (PICF) após a instalação de implantes durante o período de cicatrização óssea. Um total de 60 implantes instalados na região anterior de mandíbula de 30 pacientes desdentados totais (idade média 67,23 ±7,66 anos) foram monitorados até a osseointegração. O tipo ósseo, o torque de inserção e a estabilidade primária foram registrados durante o processo cirúrgico. O registro de escores clínicos de saúde peri-implantar (índice de placa visível, presença de cálculo, grau de inflamação, profundidade de sondagem e índice de sangramento a sondagem), a estabilidade secundária dos implantes e coletas de amostras de PICF foram realizados nos períodos de 1, 2, 4, 8 e 12 semanas após a cirurgia. Os níveis de IL-1ß, IL-6, IL-10 e TNF-a no PICF foram analisados por ensaio por enzimas imuno-adsorvidas (ELISA). A estabilidade do implante foi mensurada pelo método de análise de frequência de ressonância (RFA). O tempo médio de edentulismo na mandíbula foi 24,53 (±13,29) anos e atrofia óssea mandibular foi diagnosticada em 15 pacientes. Um total de 12 implantes falharam em diferentes períodos da osseointegração. Nos implantes saudáveis, o índice inflamação gengival apresentou resultados significativamente diferentes entre a primeira semana e a seguinte (p = 0,05). Foi observado um aumento significativo no índice de placa entre as semanas 4-8 e 8-12. Já a profundidade sondagem teve diferenças significativas em todos os intervalos de avaliação. Após a quarta semana a estabilidade secundária reduziu significativamente ao longo do tempo. Níveis significativamente elevados de TNF-a foram registrados na segunda semana, em pacientes não-atróficos, e na quarta semana (em pacientes atróficos); após estes períodos suas concentrações diminuíram (p<0,05). Entretanto, pacientes com atrofia óssea tinham níveis significativamente mais elevados de TNF-a nas semanas 4 e 8. As concentrações de IL-1ß aumentaram somente após 12 semanas (p=0,003), e os níveis de IL-1ß foram significativamente maiores para os pacientes com atrofia óssea durante as primeiras duas semanas. O pico de concentração de IL-6 foi observado na primeira semana (p<0,05; p=0,005) e foi significativamente mais elevado em pacientes com atrofia óssea nas semanas 1, 2 e 4. As concentrações de IL-10 aumentaram progressivamente ao longo do tempo, sendo a concentração mais elevada no 12ª semana (p<0,005). O hábito de fumar, o quadro de atrofia óssea mandibular e o tipo ósseo, parecem influenciar de diferentes formas as concentrações de citocinas durante o período de cicatrização. Embora as medidas clínicas apresentarem diferenças entre os períodos de avaliação, eles não foram indicativos de falha precoce do implante ou de doenças peri-implantares. As variações nas concentrações das citocinas e as características predominantes para cada uma podem ser atribuídas ao equilíbrio de cicatrização em diferentes períodos de tempo.
Abstract: To investigate the clinical parameters, implant stability and the cytokine levels in peri-implant crevicular fluid (PICF) during the early bone healing process after implant placement. A total of 60 narrow implants were placed in the anterior region of the mandible in 30 edentulous patients (aged 67.23 ±7.66 years). Bone type, insertion torque and primary stability were registered during surgery. Clinical measurements of peri-implant health were recorded and samples from the peri-implant crevicular fluid (PICF) were collected 1, 2, 4, 8 and 12 weeks after the surgery. Levels of IL-1ß, IL-6, IL-10 and TNF-a in the PICF were analyzed by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). Implant stability was assessed by resonance frequency measurements (RFA). Mean time of edentulism in the mandible was 24.53 (±13.29) years and mandibular bone atrophy was diagnosed in 15 patients. A total of 12 implants failed at different periods of osseointegration. In the healthy implants, the gingival index displayed significantly different outcomes between the first week the following period (p= 0.05). Significant increasing in the plaque index was observed only between the week 4-8 and 8-12. Significant differences in Probing on Depth (PD) were observed at all intervals. The RFA reduced significantly over time after the 4th week. The highest levels of TNF-a were recorded in the first 2 weeks (non-atrophic patients) and 4 weeks (atrophic patients), after which the concentrations declined (p<0.05). Patients with bone atrophy had significantly higher TNF-a levels in weeks 4 and 8, compared to their non-atrophic counterparts. IL-1ß concentrations increased only after 12 weeks (p=0.003), and IL-1ß levels were significantly higher for patients with atrophy during the first two weeks. IL-6 concentrations peaked in the first week (p<0.05; p=0.005) and were significantly higher for patients with bone atrophy in weeks 1, 2 and 4. IL- 10 concentrations progressively increased over time, with the highest concentration in the 12th week (p < 0.005). Smoking, bone atrophy and bone type seems differently influence the cytokines concentrations during the healing time. Although the clinical measurements presented differences between the evaluation periods, they were not indicative of early dental implant failure or peri-implant diseases. The variations in the cytokine concentrations and their predominant role can be attributed to healing balance in different periods of time.
Keywords: Protese dentária
Citocinas
Marcadores biológicos
Implantes dentários
Osseointegração
Cicatrização de feridas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Odontologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Citation: BIELEMANN, Amália Machado. Comparação entre os marcadores inflamatórios no fluido crevicular peri-implantar e os parâmetros clínicos durante a osseointegração em desdentados totais. 2016.88f. Dissertação (Mestrado em Prótese Dentária) Programa de Pós Graduação em Odontologia. Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, 2016.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3546
Issue Date: 26-Feb-2016
Appears in Collections:PPGO: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Comparação entre os marcadores inflamatórios no fluido crevicular periimplantar.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons